window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

911 Speedster: 1.948 razões para amar esse Porsche

911 Speedster: 1.948 razões para amar esse Porsche
Depois de ter sido apresentado como um conceito, que fazia parte das comemorações dos 70 anos da marca, a Porsche revolveu anunciar a produção do 911 Speedster. O conversível terá uma tiragem limitada em 1.948 unidades. O Volume corresponde ao ano da apresentação do Roadster Nº 1, primeiro automóvel produzido pela Porsche.
 
O Speedster chega literalmente com um dos últimos suspiros sem auxílio de sobrealimentação. Isso porque o modelo, fabricado sobre a carroceria da geração 991 utiliza o motor boxer 4.0 aspirado do GT3. São nada menos que 510 cv a 9.000 rpm e 48 mkgf de torque despejados apenas nas rodas traseiras. Esse carro é tão purista que a transmissão é manual. Ou seja, um carro sem babá eletrônica capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4 segundos (se o amigo tiver o timing correto das trocas) e atingir a máxima de 310 km/h.
 
Trata-se de um bólido da velha-guarda com quadro de instrumentos analógico com seus cinco mostradores circulares. Não existe cluster de LCD ou TFT com boas-vindas, apenas computador de bordo, à direita do conta-giros central. E quando se dá a partida, com a mão esquerda, é preciso pressionar com força a embreagem.
 
 

 

Alcunha

 
O nome Speedster surgiu como uma versão do 356 conversível para o mercado norte-americano, em 1953. O carro se diferenciava por usar um para-brisas rebaixado e no lugar dos bancos traseiros foi aplicada uma cobertura. Assim, deixava o esportivo com apenas dois assentos e com visual mais agressivo.
 
Não demorou muito para que o 356 Speedster se tornasse um clássico e a Porsche soube valorizar a versão sem torná-la trivial. O Speedster retornou em 1988 no 911 (964), basicamente mantendo a mesma receita. Ela retirou os banquinhos traseiros e aplicou uma carenagem aerodinâmica sobre eles.
 
Em 2011 a versão fez sua terceira aparição novamente no 911. Seu projeto seguia elementos nostálgicos como a proteção dos para-lamas com película em preto fosco, rodas Fuchs e carenagem entre os bancos e compartimento do motor, para converter o conversível em roadster. Assim, o novo Speedster segue um conceito bem parecido com a edição de 211, com direito à mesma proteção dos para-lamas traseiros, que remetem à geração 930.
 
No entanto, dessa vez a capota de lona tem acionamento elétrico. A carenagem se desloca para trás e o teto se desembrulha. Mas, o mais legal é que o visual não é comprometido. Não parece uma gambiarra desajeitada. Para falar a verdade, com o teto fechado, o Speedster ganha um ar de supercarro, com uma janelinha miúda e teto baixinho.
 
E, para quem se interessar, a produção do Speedster terá início no segundo semestre na planta de Zuffenhausen, em Stuttgart. Então, é melhor andar rápido, pois deverá esgotar… se é que não esgotou.
 
Definitivamente um dos 911 mais legais já construídos, pois além de ser conversível, ter caixa manual, tração traseira e motor aspirado, tem um visual arrebatador. Mais legal que ele só o 911 RS 2.7, de 1972.
 
 

 

Marcelo Jabulas é Jornalista e Designer Gráfico.

Está na área desde 2003, atualmente é o editor do caderno HD Auto, do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte. Figura presente em todos os lançamentos, salões do automóvel e eventos da indústria automobilística. https://www.phpfusion-lt.com

 

 

 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Emilio Camanzi

Emilio Camanzi

Emilio Camanzi  é um jornalista experiente e formador de opinião, com mais de 56 anos de trabalho dedicados a área automobilística. Seu trabalho sempre foi norteado pela busca da seriedade e credibilidade da informação. Constrói suas matérias de forma técnica, imparcial e independente, com uma linguagem de fácil compreensão. https://www.instagram.com/emiliocamanzi/ 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site