window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

Bicho solto: Huracán Evo recebe tração traseira

Bicho solto: Huracán Evo recebe tração traseira

Há muito tempo que a Lamborghini adota tração integral em seus bólidos. No entanto, a atual geração do Huracán recebeu uma versão que combinava seu V10 5.0 com tração apenas na traseira, como era no lendário Countach. Agora, a marca resolveu dar mais vigor ao Lambo e aplicou o sistema de tração à versão EVO, de 610 cv, que faz da versão uma das mais puristas e agressivas da Huracán, mesmo sendo cerca de 30 cv mais “fraca” que a Evo integral, assim como a Performante.

Mesmo assim, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 3,3 segundos e tem máxima de 325 km/h. A versão é quase meio segundo mais lenta, mas por outro lado é muito mais “permissiva” quando se trata de saídas de traseiras. Afinal são 57 mkgf de torque todinhos para os pneus traseiros.

Apesar de mais truculento, essa Huracán conta com pacote eletrônico para auxiliar os menos habituados. Ele conta com sistema de tração P-TCS que regula a distribuição de força em manobras de derrapagens. Ou seja, ele não corta totalmente o torque para as rodas, e distribui de forma escalonada para garantir a performance, mas sem comprometer o controle direcional. Ou seja, o sistema faz parecer muito mais fera do que você realmente é. Pronto, falei!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A inclusão da versão não se trata apenas de oferecer mais prazer aos motoristas que torcem o nariz para os carros com tração integral, mas há uma questão de escala industrial.

Para quem não sabe, a Lamborghini pertence ao Grupo VW. E essa Huracán conta com o mesmo acerto que é utilizado no Audi R8 V10 Plus, que também conta com uma versão apenas com tração traseira. A diferença é que no caso do Lambo, há o lastro do emblema no touro no capô.

Visualmente, a versão se diferencia pelo novo desenho do para-choque, que tem estilo mais limpo. Ficou interessado, são apenas 160 mil euros, lá na Europa. Por aqui, seria algo na faixa dos R$ 2 milhões.


Fotos:divulgação

.


Marcelo Jabulas é Jornalista e Designer Gráfico.
Está na área desde 2003, atualmente é o editor do caderno HD Auto, do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte. Figura presente em todos os lançamentos, salões do automóvel e eventos da indústria automobilística. https://www.godsexapplepie.com

 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

 

Fique pertinho da gente:

🔸https://www.phpfusion-lt.com
🔸https://www.hostpublisher.com
🔸https://www.godsexapplepie.com
🔸https://www.phpfusion-lt.com

 

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.telcotraders.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.phpfusion-lt.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50

 


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Emilio Camanzi

Emilio Camanzi

Emilio Camanzi  é um jornalista experiente e formador de opinião, com mais de 56 anos de trabalho dedicados a área automobilística. Seu trabalho sempre foi norteado pela busca da seriedade e credibilidade da informação. Constrói suas matérias de forma técnica, imparcial e independente, com uma linguagem de fácil compreensão. https://www.hostpublisher.com 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site