window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

Dacia Bigster: o embrião do Duster de sete lugares

Dacia Bigster: o embrião do Duster de sete lugares

A Dacia, braço romeno da Renault, revelou o conceito Bigster, um jipão de linhas futuristas que indica o caminho de futuros projetos da marca. Para quem não sabe, foi a Dacia quem desenhou o Logan, assim como o Duster e o Sandero (a partir da segunda geração). Ou seja, o que Dacia faz reverbera por aqui, mais cedo ou mais tarde.

E o Bigster vai além de ser um SUV, ainda mais anabolizado que o Duster. O conceito indica que a linha de utilitários da marca vai crescer e o estudo dará vida a um SUV de porte médio e sete lugares.

Desenvolvido em parceria com a russa Lada. Aquela mesma que veio para o Brasil no início dos anos 1990 com o Niva, Samara e Laika, o Bigster tem o objetivo de ser um utilitário médio, híbrido e de custo mais acessível. A ideia é fazer o que o Logan fez em 2005, mas agora com uma roupagem mais moderna.

Inclusive, a marca afirma que o uso de plástico reciclado e a total ausência de itens cromados e acabamentos que encarecem o preço final foram removidos. Nas palavras da própria marca, é um carro “sem frescuras”.

Seu desenho com predomínio de formas retangulares agrada aos olhos. Os faróis afilados com luzes que correm pela grade, dão um visual agressivo. A segunda grade elevada, também reforça a ideia dessa musculatura.

A traseira segue a mesma pegada, sem excessos de recortes, com tampa do porta-malas elevada e lanternas em forma de ípsilon, como os faróis. Nas laterais, as caixas trapezoidais, completam o estilo “bombadão”

Bigster terá sete lugares?

 

Até agora a Dacia não revelou dados sobre o interior do conceito. Ela divulgou apenas imagens externas do SUV. Assim não dá para cravar se essa versão tem, ou não, sete lugares.

Mas, a julgar pelos 4,60 m de comprimento divulgados pela marca, é um indicador que cabem dois bancos extras no porta-malas. A referência para tal hipótese é que ele tem praticamente o mesmo tamanho do Peugeot 5008, opção de sete lugares da marca do Leão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tendência

 

Utilitários com bancos extras voltaram a ser tendência no mercado, como opções para famílias numerosas. A Jeep lançou a nova geração do Grand Cherokee com bancos adicionais e a marca se prepara para lançar por aqui um novo SUV com sete lugares.

Na estratégia da Renault poderia ser a terceira opção para sua linha de jipinhos. Com Duster no segmento de entrada, Captur (que será reestilizado este ano) como opção mais refinada e uma versão final do Bigster, com emblema do diamante.

Híbrido

Na apresentação do Bigster, a Dacia gastou mais saliva para dizer que ele será um SUV grande e pé de boi, do que com demais informações. No entanto, deixou claro que o carro foi projetado para receber motores a combustão, assim como variantes híbridas.

Hoje, a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi conta com modelos eletrificados em seu portfólio, que inclusive são vendidos no Brasil, como o Zoe e o Leaf. Dessa forma, já há tecnologia disponível na prateleira que pode ser utilizada. No entanto, como se trata de um SUV médio de baixo custo, resta saber qual será a solução para entregar motorização híbrida se fazer com que seu preço fuja da realidade da marca.

Lançamento do Bigster

 

O Bigster ainda é um estudo, apesar de suas linhas de carroceria serem bem próximas de um carro finalizado. Basta remover um monte de enfeites, trocar as luzes figurativas por peças funcionais e o carro está pronto. Sua chegada na Europa deve acontecer até o final do ano que vem.

Mas, sua vinda para o Brasil pode demorar um pouco mais. Há especulações otimistas que indicam que o carro seja lançado em 2023. No entanto, numa perspectiva mais realista, antes de 2024 é bastante improvável que pinte por aqui.


Fotos: Divulgação

 


Marcelo Jabulas é Jornalista e Designer Gráfico.
Está na área desde 2003, atualmente é o editor do caderno HD Auto, do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte. Figura presente em todos os lançamentos, salões do automóvel e eventos da indústria automobilística. https://www.telcotraders.com

 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Fique pertinho da gente:

🔸https://www.telcotraders.com
🔸https://www.phpfusion-lt.com
🔸https://www.hostpublisher.com
🔸https://www.hostpublisher.com

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.telcotraders.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.telcotraders.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50


 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Emilio Camanzi

Emilio Camanzi

Emilio Camanzi  é um jornalista experiente e formador de opinião, com mais de 56 anos de trabalho dedicados a área automobilística. Seu trabalho sempre foi norteado pela busca da seriedade e credibilidade da informação. Constrói suas matérias de forma técnica, imparcial e independente, com uma linguagem de fácil compreensão. https://www.telcotraders.com 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site