window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

sambafoot - JAC reduz preço do E-JS1 para R$ 126 mil

sambafoot - JAC reduz preço do E-JS1 para R$ 126 mil
JAC e-JS1

Hatch elétrico agora tem preço semelhante a de um equivalente à combustão topo de linha. JAC E-JS1 tem baixo custo, mas autonomia limitada

E está acontecendo no Brasil: já é possível comprar um hatch elétrico com preço de combustão! E mais um capítulo do “efeito Dolphin”, outro concorrente teve que reduzir o preço para se manter competitivo. A bola da vez é com o JAC E-JS1, agora sendo vendido por R$ 126,9 mil, valor próximo de um hatch compacto com motor à combustão topo de linha.

O modelo elétrico chinês foi lançado no Brasil em setembro de 2021 por R$ 149.990. Já neste ano, após o lançamento do BYD Dolphin o preço já estava bem mais em conta: de R$ 139.900 para R$ 136.900. E eis que agora o carrinho está por R$ 126.900!

“Embora o volume de vendas totais dos modelos 100% elétricos ainda seja pequeno no Brasil, inferior a 1%, o crescimento desse segmento, que registrou alta de cerca de 45% de janeiro a setembro deste ano frente ao mesmo período de 2022, chamou a atenção da JAC Motors na China. Explicamos que o impacto de cerca de 5% a 7% no reposicionamento do preço refletiria num aumento de 20% a 30% nas vendas do E-JS1. E a matriz concordou”, diz a JAC Motors em nota.

O JAC E-JS1 tem motor elétrico dianteiro de 62 cv e 150 Nm de torque. Graças ao seu baixo peso de 1.180 kg em ordem de marcha, consegue ser espertinho. Ele conta com uma bateria de 30,2 kWh com limitados 161 km de autonomia segundo o INmetro. Contudo, tem consumo médio de 9,6 kWh a cada 100 km.

Considerando o custo médio de R$ 0,65 por kWh, o proprietário gastará apenas R$ 6,24 a cada 100 km. Isso se traduz em um custo por km rodado 7,5 vezes mais baixo do que um veículo com motor a combustão semelhante.

Com dimensões compactas de 3,65 metros de comprimento e 1,67 metros de largura e autnomia limitada, é uma opção urbana sobretudo. Na dianteira, destaque para conjunot ótico que apresenta lanternas trapezoidais invertidas, conectadas por uma barra que percorre toda a dianteira do veículo. O para-choque tem detalhes que envolvem os faróis de neblina nas extremidades, criando uma estética robusta. As luzes diurnas em LED (sistema DRL) são de série.

Pelo preço de um hatch compacto topo de linha, tem painel de instrumentos digital de 6,2 polegadas, concentra informações cruciais, como velocidade, carga da bateria, consumo instantâneo e autonomia. O veículo conta com molduras em alto relevo de cores contrastantes, superfícies revestidas em couro de toque suave e um console “aéreo” que serve para armazenar objetos e atua como descansa-braços. Os bancos possuem revestimento de couro sintético.

Leia também:
Nissan Sentra 2023 chega por R$ 148 mil
Teste do Hyundai HB20 2023
Motorista com nome sujo pode perder direito de dirigir, decide STF
Caoa Hyundai anuncia 8 novos modelos para o Brasil até 2025
Kia Niro é eleito carro mundial da mulher de 2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Thiago Ventura

Thiago Ventura

Com 15 anos de experiência na imprensa e dedicado ao jornalismo automotivo desde 2011, Thiago Ventura tem passagens pelo portal Vrum, Portal Uai, jornal Estado de Minas, TV Alterosa e DomTotal, além de colaborações com o jornal O Tempo, Autos Segredos e rádio Gospa Mira. Em 2016 fundou o Carro Esporte Clube, canal de notícias multiplafatorma com portal e redes sociais. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site