window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

FX4: os 20 anos da valente grife aventureira da Ford

FX4: os 20 anos da valente grife aventureira da Ford

Já são 20 anos desde que foram lançados os primeiros produtos Ford que utilizavam a grife aventureira FX4. Na época, no mercado Norte-Americano, identificou-se a necessidade de picapes que fossem ainda mais valentes no off-road, modelos com recursos técnicos e visuais capazes de transpor os mais difíceis obstáculos nos mais complexos terrenos.

 

 

Para atender essas difíceis demandas, a Ford apresentava em 2002 a nova grife FX4 (FordX4, leia-se “Ford com tração nas quatro rodas”), que estreou nas já valentes picapes Ranger e F-Series. Com a intenção de atender as necessidades de quem buscava um veículo seguro, confortável, moderno e confiável para transportar cargas e pessoas, além de permitir aventuras no fora-de-estrada, as novas picapes FX4 da Ford mostravam na prática suas habilidades.

 

Além de estarem sempre aliadas às versões com mecânica mais forte e potente, as picapes Ford FX4 tinham sempre tração nas quatro rodas, suspensões mais robustas e elevadas e pneus especiais.

Destaque também para o visual interno e externo que deixava clara a vocação off-road dos modelos, adotando elementos exclusivos e componentes essenciais para as aventuras. Ford Ranger FX4 e F-Series FX4 eram facilmente reconhecidas não só pelo design diferenciado, mas também pelos adesivos e emblemas exclusivos espalhados pela carroceria.

 

 

 

De início, a pedida do consumidor por picapes ainda mais aventureiras e esportivas era tanta que a Ford resolveu lançar logo dois níveis da grife FX4, ambos disponíveis para Ranger e F-Series: o primeiro era o FX4 Off-Road, já com toda a exclusividade da grife, e o segundo era o FX4 Level II, ainda mais aventureiro e aprimorado para o fora-de-estrada, digno de andar por locais intransitáveis para a grande maioria dos veículos off-road. A supremacia da Ford com suas picapes no quesito terrenos difíceis de serem transpostos se fazia valer na FX4 Level II, que esteve disponível até o final dos anos 2000.

 

 

E graças ao seu excelente desempenho fora-de-estrada e misturando esportividade com conforto e segurança, a grife FX4 logo se espalhou para outros países do mundo que já apreciavam a robustez e confiança das picapes Ford, citando como exemplo a Austrália, Nova Zelândia, Tailândia e Filipinas.

 

 

A receita da Ford deu tão certo que a linha FX4 não só permanece em linha até hoje pelo mundo, ainda na Ranger e F-Series, como também se espalhou para outros modelos de sucesso, como a picape monobloco Maverick.

 

 

FX4: agora também no Brasil

 

Um sucesso tão promissor quanto esse das versões FX4 da Ford não poderia ficar longe do mercado brasileiro, e realmente não está. A recém-lançada Maverick Lariat, que inaugurou um segmento no Brasil com carroceria monobloco e porte exclusivo, traz em seu DNA a valentia e robustez da grife FX4.

 

 

Não é por menos que ela oferece, de série, motor 2.0 turbo de 253 cv de potência, transmissão automática de 8 marchas, tração nas quatro rodas tipo AWD (All Wheel Drive), suspensão independente nas quatro rodas, seletor eletrônico de tipos de terreno, controle automático de descidas, freios a disco nas quatro rodas e muito mais.

 

 

Capaz de carregar até 943 litros na sua caçamba e 617 kg de carga útil, ela honra com méritos a proposta da grife FX4 unindo conforto, tecnologia, segurança, capacidade off-road e valentia característica de uma picape Ford.

Mas não para por aí: agora o mercado brasileiro conta também com a Ranger FX4, consagrada picape responsável por trazer a linha FX4 ao mundo. Baseada na versão XLT, uma das mais completas da família, ela é dona de um design exclusivo que une elementos robustos e esportivos, incluindo componentes exclusivos como grade, faróis, alargadores de paralama pintados de preto fosco e santantônio tubular.

 

 

A nova Ranger FX4 conquista também pelo sistema de suspensões calibrados em prol das aventuras fora-de-estrada, tração 4×4 com opção de bloqueio do diferencial traseiro, controle automático de descida e opção de pneus All Terrain Plus. Sob seu capô também brilha o potente motor 3.2 turbodiesel de cinco cilindros com praticamente 48 mkgf de torque, mais do que suficientes pra mover a picape da Ford com desenvoltura, além da competente transmissão automática de 6 velocidades.

 

 

Agora fica fácil compreender o motivo da sigla FX4 passar dos 20 anos de história, e ser reconhecida por englobar picapes Ford ainda mais preparadas para o fora-de-estrada, mas sem perder em absolutamente nada nos quesitos conforto, segurança e esportividade. As FX4 nasceram para serem valentes e robustas, quaisquer sejam os obstáculos encontrados pela frente, e assim permanecem até hoje.

 

 

Fotos: divulgação Ford

 


 

Douglas Mendonça é jornalista na área automobilística há 46 anos.

Trabalhou na revista Quatro Rodas por 10 anos e foi diretor de redação da revista Motor Show até 2016. Formado em comunicação pela Faculdade Cásper Líbero, estudou três anos de engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e no Instituto de Engenharia Paulista (IEP).

Como piloto, venceu a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e a Mil Quilômetros de Brasília em 2004.

 

 

 


 

 

 

 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

 

Fique pertinho da gente:

🔸 https://www.phpfusion-lt.com

🔸 https://www.telcotraders.com

🔸 https://www.hostpublisher.com

🔸 https://www.godsexapplepie.com

 

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.godsexapplepie.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.phpfusion-lt.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50

 

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Douglas Mendonça

Douglas Mendonça

Douglas Mendonça é jornalista na área automobilística há 46 anos. Trabalhou na revista Quatro Rodas por 10 anos e foi diretor de redação da revista Motor Show até 2016. Formado em comunicação pela Faculdade Cásper Líbero, estudou três anos de engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e no Instituto de Engenharia Paulista (IEP). Como piloto, venceu a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e a Mil Quilômetros de Brasília em 2004. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site