window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

Multa de R$ 2,9 mil para quem recusa bafômetro é legal, decide STF

Multa de R$ 2,9 mil para quem recusa bafômetro é legal, decide STF
Com decisão do STF, motorista que não fizer o teste do bafômetro poderá ser multado (Foto: Fernando Oliveira / PRF)

Ministros do STF referendam Código de Trânsito e motorista que se recusar ao teste do bafômetro ou exame será multado

O motorista que se recusar a fazer o teste do bafômetro será multado em e R$ 2.934,70, ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida e ainda levar 7 pontos no prontuário. O texto que está no Artigo 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) foi referendado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta (19).

É que a corte máxima do Brasil concluiu o julgamento de três ações que discutiam a constitucionalidade dessas normas. A recusa ao bafômetro é objeto do Recurso Extraordinário (RE) 1224374, com repercussão geral (Tema 1.079), interposto pelo Detran do Rio Grande do Sul (Detran-RS) contra decisão do Tribunal de Justiça (TJ-RS) que anulou o auto de infração lavrado contra um motorista que se recusara a fazer o teste.

 

Segundo decisão do  TJRS, as normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que instituíram essa infração autônoma (artigos 165-A e 277, parágrafo 3º), são arbitrárias, pois a mera recusa não comprova a embriaguez. Contudo, o STF entendeu de forma contrária.

Por unanimidade, preceu o entendimento do ministro Luís Fux no sentido de que, como a recusa à realização de testes não constitui crime e implica apenas sanção administrativa, não há violação ao princípio da não autoincriminação, regra utilizada em procedimentos penais.

CONFIRA:
Motorista sem infração de trânsito vai ganhar descontos

Segundo o colegiado, “a tolerância zero é uma opção razoável, proporcional e legítima do legislador para enfrentar o perigo da direção sob os efeitos do álcool, e a sanção à recusa aos testes é um meio eficaz de garantir o cumprimento da proibição”. Com isso, foi cassada a decisão do TJ-RS e restabelecido o auto de infração.

Bafômetro e venda de bebidas

Além da recusa ao bafômetro, o STF também decidiu sobre a proibição da comercialização de bebidas alcoólicas em rodovias federais, prevista na Lei 11705/2008 (artigos 2º, 3º e 4º). O texto  era discutido em  Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 4017 e 4103, ajuizadas pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) e pela Associação Brasileira de Restaurantes e Empresas de Entretenimento (Abrasel), respectivamente. As entidades alegavam que o tratamento diferenciado entre estabelecimentos comerciais na cidade e em rodovias afronta o princípio constitucional da isonomia.

LEIA TAMBÉM:
Toyota apresenta GR Corolla
Toyota fechará fábrica do ABC
Toyota supera 20 milhões de eletrificados

Por maioria, o colegiado declarou a improcedência das ADIs, sob o fundamento de que a restrição é adequada, necessária e proporcional, além de contribuir para a redução de acidentes e a preservação da integridade física de todos que trafeguem nas rodovias federais. Para o Plenário, a vedação não viola os princípios da isonomia ou da livre iniciativa.

 

Repercussão geral

A decisão do STF gerou uma tese de repercussão geral, ou seja, que servirá para todos os outros casos semelhantes. Segundo a corte, mais de mil processos sobre a recusa do bafômetro tramitam em outras instâncias.

“Não viola a Constituição a​ previsão legal de imposição ​das sanções administrativas ao condutor de veículo automotor que se recuse à realização dos testes, exames clínicos ou perícias voltados a aferir a influência de álcool ou outra substância psicoativa (artigo 165-A e art​igo 277, parágrafos 2º e 3º, todos do Código de T​rânsito B​rasileiro”. (Redação com STF)

 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Fique pertinho da gente:

🔸 https://www.hostpublisher.com
🔸 https://www.phpfusion-lt.com
🔸 https://www.godsexapplepie.com
🔸 https://www.phpfusion-lt.com

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.hostpublisher.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.godsexapplepie.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50

 

Com 15 anos de experiência na imprensa e dedicado ao jornalismo automotivo desde 2011, Thiago Ventura tem passagens pelo portal Vrum, Portal Uai, jornal Estado de Minas, TV Alterosa e DomTotal, além de colaborações com o jornal O Tempo, Autos Segredos e rádio Gospa Mira. Em 2016 fundou o Carro Esporte Clube, canal de notícias multiplafatorma com portal e redes sociais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Thiago Ventura

Thiago Ventura

Com 15 anos de experiência na imprensa e dedicado ao jornalismo automotivo desde 2011, Thiago Ventura tem passagens pelo portal Vrum, Portal Uai, jornal Estado de Minas, TV Alterosa e DomTotal, além de colaborações com o jornal O Tempo, Autos Segredos e rádio Gospa Mira. Em 2016 fundou o Carro Esporte Clube, canal de notícias multiplafatorma com portal e redes sociais. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site