sambafoot

Novo Corolla Cross merece esse nome?

Fomos conhecer de perto o Toyota Corolla Cross, novo SUV da marca que vem pra brigar com o Jeep Compass e com o futuro Volkswagen Taos, que já conhecemos. Foi apenas um primeiro contato, rodando somente dentro da pista da fábrica da Toyota, mas já deu pra ter uma boa ideia do carro, que tem a mesma plataforma e conjunto mecânico do Corolla sedã.

Andamos na versão a combustão e na versão híbrida. Você confere aí no vídeo como são os carros e se eles merecem o nome Cross:

 

Informações Técnicas de todas as versões do Corolla Cross:

Corolla_Cross_Ficha_Tecnica

Corolla_Cross_Lista_de_Equipamentos

 

PREÇOS (março 2021):

XR R$ 139.990

XRE R$ 149.990

XRV Hybrid R$ 172.990

XRX Hybrid R$ 179.990

XRX Hybrid Special Edition R$ 183.980 (apenas 1.200 unidades)

 

Hibrido ou a Combustão? Viemos até Sorocaba, interior de São Paulo na fábrica da Toyota para conhecer o novo Corolla Cross, que muita gente está esperando e vamos te contar sobre as duas opções. E no final da matéria você vão me ajudar a responder esta pergunta.

Pra começar, como vocês podem ver, as diferenças externas são poucas, se resumindo às rodas; o filete na lateral que é preto no a combustão e cromado no híbrido; e a plaquinha, os filetes azuis nos faróis e no logo. Outra diferença é a moldura da grade, preta no a combustão e cinza no híbrido. No restante são iguais, com a enorme grade se impondo e diferenciando o modelo na multidão. Nas laterais a linha de cintura ascendente e as molduras nos para-lamas e saias se destacam. Na traseira tem um robusto para-choque, aerofólio integrado e lanternas envolventes. Um conjunto que dá um look agressivo, apesar da Toyota ter mirado o projeto do Corolla Cross no uso urbano. Modelo 2022, rival do Jeep Compass e do futuro Volkswagen Taos, vai estar nas concessionárias a partir do dia 25 de março e em quatro versões. Duas com o motor 2.0 Dynamic Force, a XR de entrada e a XRE, e duas hibridas, a XRV Hybrid e a XRX Hybrid. São os mesmos conjuntos mecânicos do Corolla sedã. A lista completa dos equipamentos de série de cada versão está na descrição. Terá ainda uma edição especial de lançamento, a Special Edition, baseada na XRX Hybrid, limitada a 1.200 unidades. Uma das coisas que eu achei o fim da picada é o freio de estacionamento no pé, neste pedal aqui. Igual aquelas picapes velhas norte-americanas. Um carro desses já merecia um freio eletromecânico, ou pelo menos, aquela alavanca aqui no meio dos bancos. Ao menos, nas duas versões que andamos, a XRE e a XRX Hybrid, o interior, baseado no Corolla sedã, tem um bom acabamento, com materiais de qualidade e revestimento com partes em couro e material sintético, além de bons arremates. O quadro de instrumentos tem três mostradores circulares, com velocímetro no centro, computador de bordo a direita e, na esquerda, na versão híbrida o conta-giros é substituído pelo indicador do sistema híbrido. Só na XRX Hybrid, a topo de linha, que conta com teto solar elétrico, o quadro é digital de 7 polegadas.

Com 2 metros e 64 centímetros de distância entre-eixos, o espaço aqui atrás é bom. Mas eu já vi melhores. Entretanto, de uma maneira geral, tanto na frente como atrás, o espaço nesse SUV médio pode ser considerado bom. Também tem duas saídas de ar-condicionado, duas tomadas USB e o túnel é baixo. Porém, o ressalto no encosto incomoda. Aliás, o ar-condicionado digital automático com saídas atrás, é de série em todas as versões. Bem como a central multimídia de 8 ‘polegadas, com conexão para smartphones e tablets com Android Auto e Apple CarPlay.

Com 440 litros de capacidade, o porta-malas é bem razoável. E tem uma coisa muito interessante: aqui embaixo do assoalho tem vários porta-objetos pra carregar pequenas coisas. No item segurança, o Corolla Cross também se sai bem. Além de Isofix, apoios e cintos três pontos para todos, têm sete airbags; controles de tração, estabilidade e auxiliar de partida em rampa; câmera de ré; sensores de estacionamento traseiros; faróis com acendimento automático e de neblina em LED, em todas as versões. Nas versões XRE, XRV e XRX, tem mais sensor de chuva, sensores de estacionamento dianteiros, alerta de ponto cego e alerta de tráfego cruzado em marcha a ré. Nas duas versões hibridas, o pacote é complementado pelo Toyota Safety Sense, composto pelo sistema de alerta de colisão frontal com detecção de pedestres e frenagem autônoma; assistente de permanência em faixa ativo; farol alto automático; e controle de velocidade de cruzeiro adaptativo, o ACC.

 

Então, híbrido ou a combustão. Me respondam ai nos comentários. Eu iria de híbrido, pela tecnologia e segurança. Lembrando, preços, lista de equipamentos e ficha técnica, aqui na descrição. Tchau, um abraço.”

 

 


Texto e apresentação: Emilio Camanzi

Imagens: Camila Camanzi e divulgação Toyota

Edição: Guilherme Carmo


 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Fique pertinho da gente:

🔸https://www.phpfusion-lt.com
🔸https://www.phpfusion-lt.com
🔸https://www.phpfusion-lt.com
🔸https://www.phpfusion-lt.com

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.telcotraders.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.hostpublisher.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Postagem Relacionada
sambafoot Mapa do site