window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

Porsche 911 Speedster Concept II: agora vai!

Porsche 911 Speedster Concept II: agora vai!

 

A Porsche tem feito uma grande festa para comemorar seus 70 anos. Abriu os trabalhos com o 911 Speedster Concept, depois resolveu criar um 993 Turbo S do zero e, na semana passada, apresentou uma edição comemorativa dos 40 anos do lendário 935 “Moby Dick”, vencedor das 24 Horas de Le Mans em 1979, com apenas 77 unidades fabricadas a partir da base do GT2 RS. Agora, ela apresenta o Speedster Concept II.

O Concept II é praticamente o mesmo carro mostrado meses atrás, mas com a diferença de apresentar pintura homogênea, faróis sem marca d’água imitando o tradicional “xis com esparadrapo” e rodas com desenho raiado, ao contrário do estilo Fuchs. O que chama atenção dele nos dois casos, são as rodas do tipo cubo rápido (com uma única rosca ao centro) como nos carros de corrida. No Concept II, foi retirada do 911 RSR.

Por outro lado, a mais recente interpretação do Speedster preservou elementos de estilo como os retrovisores cônicos e o bucal de abastecimento ao centro do capô. Os para-choques foram herdados do GT3 RS e a proteção do para-lamas traseiro, em preto, e remete à primeira edição do Speedster, lançada na geração 964.

O Speedster se apresenta com um carro purista. Seu motor boxer aspirado de 500 cv atinge o pico de potência em elevados 9.000 rpm e a caixa é manual de seis marchas. Ou seja, é um carro para se controlar com os punhos. Destaque para os faróis com facho a laser.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Speedster

O Speedster foi lançado em 1957 para o mercado norte-americano, com versão mais esportiva do 356. Seu nome era uma junção de roadster com speed (como o Boxster é boxer unido a roadster) que sugeria, num sentido literal, um conversível de dois lugares rápido. O para-brisas rebaixado e as lanternas duplas o destacavam das demais versões do 356.

Em 1989, a Porsche resolveu prestar um tributo ao esportivo e lançou uma edição especial de 2 mil unidades do 911 (964), que seguia os conceitos do esportivo. A reinterpretação do Speedster continha prolongamento da carenagem onde ficavam os dois assentos posteriores, para-brisas rebaixado, rodas Fuchs e aplique nos para-lamas traseiros (como no 930 Turbo).

Em 2011, a marca lançou outra série em tiragem limitada do Speedster para a geração 997, que trazia os mesmos elementos de 1989, como rodas, formato da carroceria, para-brisas. Agora, a Porsche aguça colecionadores com uma possível nova série. A marca não comenta se irá ou não produzir uma série do Speedster, mas a julgar pelo “conceito” já é o carro definitivo. Só resta pregar as plaquetas de identificação da tiragem. Agora vai!

 


 

Marcelo Iglesias Ramos é Jornalista e Designer Gráfico.

Está na área desde 2003, atualmente é o editor do caderno HD Auto, do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte. Figura presente em todos os lançamentos, salões do automóvel e eventos da indústria automobilística. Para relaxar, tem como hobby escrever para seu blog de games, o “GameCoin” (www.gamecoin.com.br).

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Emilio Camanzi

Emilio Camanzi

Emilio Camanzi  é um jornalista experiente e formador de opinião, com mais de 56 anos de trabalho dedicados a área automobilística. Seu trabalho sempre foi norteado pela busca da seriedade e credibilidade da informação. Constrói suas matérias de forma técnica, imparcial e independente, com uma linguagem de fácil compreensão. https://www.instagram.com/emiliocamanzi/ 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site