window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

sambafoot - Projeto que muda regra de estacionamento é aprovado na Câmara

sambafoot - Projeto que muda regra de estacionamento é aprovado na Câmara
Veículo flagrado em estacionamento proibido não será rebocado caso motorista apareça antes da operação (foto: Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Carro flagrado em estacionamento proibido não será rebocado caso motorista consiga retirá-lo. Projeto segue para o Senado

Avança no Congresso Nacional um projeto de lei (PL) que altera uma regra sobre estacionamento no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O PL 3315/19, do deputado Celso Sabino (União-PA), foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. O texto proíbe a remoção de veículo estacionado de maneira irregular quando o condutor puder sanar a irregularidade. A possível lei não excluirá a aplicação de multa prevista.

O projeto foi aprovado em caráter conclusivo e seguirá para o Senado Federal, a menos que haja recurso para deliberação do Plenário. Caso seja aprovado e sancionado pelo presidente da República, caso o motorista retire o veículo antes do início do processo de remoção, o carro não será recolhido ao pátio do órgão de trânsito.

A legislação em vigor estabelece multa e remoção do veículo para os casos de estacionamento irregular como em vagas reservadas às pessoas com deficiência ou idosos, sem credencial que comprove tal condição; ou em locais e horários proibidos; ou ainda na área de cruzamentos de vias.

O parecer do relator, deputado Luiz Carlos (PSDB-AP), foi pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa do texto.“Devemos, como legisladores, propor, ao nosso sistema jurídico, leis que sejam dotadas, entre outros atributos, de razoabilidade”, disse Luiz Carlos. “No caso em consideração, se o veículo foi removido de forma a propiciar a imediata circulação no local, isto é, a fluidez do trânsito, não vemos porque aplicar a sanção administrativa de remoção forçada, com tudo que daí advém, como demora e os custos desnecessários”, avaliou o relator.

A alteração proposta pelo deputado, que proíbe guincho, contudo, já era prevista no Manual de Fiscalização de Trânsito do Contran. E na prática, já era o que acontece. Uma lei com assunto semelhante entrou em vigor no final do ano passado.

A Lei 14.229/21 cancela o guincho em blitz e dá 15 dias para regularizar o carro. O motorista não escapa da multa, mas tem até 15 dias para regularizar o veículo.

A Lei que muda a regra do guincho foi sancionada no final de outubro, após ter sido aprovada pelos senadores. Além dessa mudança, o texto aumenta, de 10% para 12,5%, a tolerância para o excesso de peso por eixo de ônibus de passageiros e de caminhões de carga sem aplicação de penalidades.

Leia também:

Teste com a Fiat Toro Ultra 2022

Oficial: Fiat Fastback é o nome do novo SUV Coupé

Fiat Fastback: cara de Pulse e traseira de BMW

Fiat Argo faz 5 anos com mais de 400 mil unidades vendidas

Confira o projeto na íntegra:

PROJETO DE LEI Nº 3315, DE 2019

Altera a Lei nº 9.503, de 23 de
setembro de 1997, para vedar a remoção de
veículo estacionado irregularmente caso o
condutor possa sanar a irregularidade antes
do início do processo de remoção.

O Congresso Nacional decreta:

Art. 1º Esta Lei altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para vedar a aplicação da medida administrativa de remoção de veículo nos casos de estacionamento irregular, quando o condutor do veículo puder sanar a irregularidade antes do início do processo de remoção.

Art. 2º O art. 181 da Lei nº 9.503, de 1997, passa a vigorar
acrescido dos seguintes §§ 3º e 4º:
“Art. 181. …………………………………………………………………………..
…………………………………………………………………………………………

§ 3º Não se aplica a medida administrativa de remoção do veículo prevista neste artigo caso o condutor possa sanar a
irregularidade antes do início do processo de remoção por parte da autoridade de trânsito, caracterizado pelo içamento do
veículo.

§ 4º As situação prevista no § 3º não exime a aplicação da
penalidade de multa.” (NR)

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Thiago Ventura

Thiago Ventura

Com 15 anos de experiência na imprensa e dedicado ao jornalismo automotivo desde 2011, Thiago Ventura tem passagens pelo portal Vrum, Portal Uai, jornal Estado de Minas, TV Alterosa e DomTotal, além de colaborações com o jornal O Tempo, Autos Segredos e rádio Gospa Mira. Em 2016 fundou o Carro Esporte Clube, canal de notícias multiplafatorma com portal e redes sociais. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

One thought on “sambafoot - Projeto que muda regra de estacionamento é aprovado na Câmara

  1. Sou idoso, e passo por “apertos” em muitas situações do dia a dia, pois vagas que são destinadas à “pior idade”, MUITAS vezes estão ocupadas por velhos senhores e senhoras de 25 ou 30 anos. Quando o sem vergonha está dentro do carro, eu ainda consigo pedir pra ele tirar o carro da vaga, mas quase sempre não consigo. Agora, com esta facilidade a mais, a coisa tende a soar como “diminuição de problema” para quem quer burlar o direito do deficiente e também do idoso. Essa é a tendência da raça desumana. Cada vez mais o certo está virando errado e vice-versa… Haja Luz!

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site