window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

SUV ou picape?

SUV ou picape?

Dúvida difícil quando falamos de Ford Bronco e Maverick

 

A dúvida é real, principalmente quando falamos dos Ford Maverick e Bronco, picape e SUV médio, respectivamente. Em que pese o fato desses carros serem destinados a públicos diferentes, eles certamente proporcionam aos seus proprietários segurança para a família, conforto pela concepção refinada e um desenvolvimento tecnológico digno dos melhores produtos oferecidos pela indústria automotiva mundial.

 

 

Ou seja, Bronco ou Maverick, certamente trarão satisfação comprovada para motorista e ocupantes, quer seja numa picape ou num SUV. Na realidade, ambos os veículos vendidos pela Ford são produzidos com o que há de mais moderno e estão disponíveis também nos EUA, além de América Central e do Sul. A dupla vem importada de Hermosillo, México.

 

 

A plataforma é modular e construída com aços de altíssima resistência contra impactos, apresentando boa rigidez torcional. A base de Ford Maverick e Bronco é a mesma: C2 (Compacta de nível 2), que também pode ser encontrada em outros modelos de sucesso da marca, como o Escape. Tal base, moderna, conta com suspensões independentes nas quatro rodas, podendo ter tração integral, como é o caso de Maverick e Bronco, e eixo traseiro fixado em multibraços, a chamada suspensão multilink.

 

Direção elétrica e freios a disco nas quatro rodas também são itens padrão, assim como motor instalado transversalmente e dinâmica invejável mesmo para modelos menores e mais baixos. Sobre essa base está uma estrutura monobloco que serve tanto para Maverick quanto para Bronco, carrocerias que aliam resistência a torção e impactos com um baixo peso. Lembrando que a picape é única dentro desse porte e com esse estilo de construção no mercado nacional.

 

 

Em comum entre ambos também está o motor: um quatro cilindros de 2.0 litros e 16 válvulas, com turbo e injeção direta de gasolina, que brilha com alta potência específica de 253 cv, além de baixo consumo de combustível para suas categorias. A dose de torque é grande e prematura, surgindo desde cedo: são 38,7 mkgf, o que os deixa com performance brilhante ao menor toque no acelerador. Distribuída para as quatro rodas (AWD), a força é gerida por uma transmissão automática com conversor de torque e oito velocidades, que foca na rapidez, conforto e precisão.

 

 

É interessante como a performance dos modelos se assemelha, já que tanto o SUV quanto a picape são extremamente ágeis. Enquanto a Maverick completa a prova de 0 a 100 km/h em apenas 7,1 segundos, o Bronco crava 8,0 segundos. Ainda assim a dupla é extremamente suave e silenciosa no rodar. E não nega espaço para os cinco ocupantes, graças também ao interior bem projetado e de bom tamanho. Todos se sentem à vontade tanto em um, quanto no outro.

 

 

Embora cada modelo tenha sua própria proposta, o certeiro é que tanto a picape quanto o SUV da Ford oferecem farto refinamento interno, com uso de materiais requintados como couro, camurça e metais especiais em toda a cabine, fora a montagem precisa. Essas cabines sofisticadas ainda têm funcionalidades úteis como diversos porta-objetos e o pequeno seletor giratório de marchas, em vez da alavanca. Completa a lista o eletrônico para gerenciar o freio de estacionamento. Nos dois casos, há iluminação externa em LED.

 

 

As tecnologias embarcadas vão além, com multimídia generosa e repleta de funções, painel de instrumentos com grande tela colorida, ar-condicionado dual zone com controle automático de temperatura, banco do motorista eletricamente ajustável, diversos auxílios e assistentes modernos de condução, sistemas de segurança ativa e passiva, entre outros. Há airbags frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista tanto no Bronco quanto na Maverick.

Por outro lado, com seus estilos únicos e que transpiram robustez, os dois Ford têm origens distintas. No caso do Bronco, há profunda inspiração em sua primeira geração, lançada em 1966, com carroceria alta, repleta de ângulos retilíneos, faróis redondos e lanternas retangulares. Já a Maverick, apesar do estilo parrudo e bastante moderno, tem inspiração em sua irmã maior Série F, sucesso incontestável mundo afora. Ela se caracteriza pelo teto mais baixo e grandes elementos ópticos.

 

A grande diferença entre os utilitários

Finalmente chegamos à grande diferença entre esses dois ícones da Ford: o espaço para carga ou bagagem. Na Maverick, temos uma caçamba de 943 litros ou 617 kg de capacidade, repleta de utilidades que facilitam a vida, principalmente para quem precisa transportar objetos e itens de diversos portes.

 

 

Dentre as praticidades, há pontos de fixação de carga, iluminação em LED, diversos porta-objetos, protetor plástico do compartimento e até pequenices como abridor de garrafas. Tudo isso permite o uso no trabalho pesado sem comprometer em nada o conforto da família, por exemplo. Para quem quer usá-la em viagens, ainda existem acessórios originais Ford que garantem a proteção das malas dentro da caçamba da Maverick, como capota marítima ou capota rígida elétrica. Sinônimo de versatilidade.

 

 

Enquanto isso, o SUV médio aventureiro Bronco é um veículo focado no transporte de passageiros, perfeito para longas viagens e para trafegar em caminhos off-road não muito amigáveis. Por isso, aliás, ele traz pneus todo-terreno de série. Seu bagageiro de 580 litros ou os mais de 440 kg de capacidade de carga são mais do que suficientes para transportar bagagens, por exemplo, em aventuras das mais duradouras.

 

 

Graças à altura generosa da carroceria e à sua robustez, o Bronco Sport dificilmente encontra problemas com obstáculos em seu caminho. E para quem busca ainda mais espaço, há a opção de rebater os bancos traseiros, transformando parte da cabine em um latifúndio com quase 1.500 litros. Claro que ele também se comporta como um pleno carro urbano quando necessário. Igualmente prático e espaçoso.

 

 

Na realidade, tanto a picape Ford Maverick quanto o SUV Ford Bronco Sport são veículos que surpreendem: na performance, conforto, dinâmica, tecnologia e espaço. Ambos superam – e muito – as expectativas dos mais exigentes consumidores. Desde aquele que quer um veículo descolado que sirva para lazer e para o trabalho, até o mais arrojado que quer ter nas mãos um aventureiro que não perde o conforto e sofisticação de um luxuoso SUV médio. Picape ou SUV? Você decide!

 

Veja também:

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Douglas Mendonça

Douglas Mendonça

Douglas Mendonça é jornalista na área automobilística há 46 anos. Trabalhou na revista Quatro Rodas por 10 anos e foi diretor de redação da revista Motor Show até 2016. Formado em comunicação pela Faculdade Cásper Líbero, estudou três anos de engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e no Instituto de Engenharia Paulista (IEP). Como piloto, venceu a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e a Mil Quilômetros de Brasília em 2004. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site