sambafoot

Teste do Fiat Pulse Impetus

Um dos lançamentos mais esperados do ano passado, com certeza foi do Pulse, o primeiro SUV da Fiat. Passada a badalação do lançamento, agora é a hora de ver qual é a dele no meu teste.

 

 

Disponível em cinco versões, a que pegamos para teste foi a Impetus, a topo de linha, e a que deve estar entre as mais vendidas. E é bom lembrar que além de ser o primeiro SUV da Fiat, ele também estreou o novo motor 1.0 turbo da Stellantis que veio com promessa de bom desempenho e consumo.

Apesar de ter uma boa semelhança com o primo Argo, especialmente quando visto de lado por usar as mesmas portas, tem outra plataforma. O Pulse acaba se destacando na multidão pelo seu visual mais encorpado na frente, o que lhe dá o porte de SUV que tanto faz sucesso. O destaque fica para o DRL, faróis e luzes de neblina em LED, uma larga faixa cromada e o alto capô. Lateralmente o estilo off-road é evidenciado pelo generoso vão entre a roda e o arco dos para-lamas com moldura de proteção, além de rodas aro 17, e na traseira, mais convencional, sobressaem as lanternas em LED. É um conjunto que me agradou.

A intenção em dar um ar de sofisticação neste modelo em relação ao Argo é evidente. Um painel exclusivo bem desenhado; um belo volante; bancos revestidos em couro; materiais de qualidade; bons arremates; e central multimídia de 10,1 polegadas com conexão para celulares sem cabo; carregador por indução; portas USB na frente e atrás; chave presencial; partida por botão; sensores crepuscular e de chuva; partida remota; e sensores de estacionamento dianteiro; colaboram para isso.

Mas tem alguns detalhes que deixam a desejar. Como as superfícies macias ao toque que só existem nos apoios de braço dianteiros e console central. O restante, como o painel, é todo de plástico; o bom ar-condicionado automático que tem um interessante botão com dupla função, ventilação e temperatura, é de uma zona só e não tem saídas atrás; e o quadro de instrumentos digital configurável, além de ter um desenho simplista é pouco intuitivo nas configurações.

E já que estamos aqui dentro, vamos falar do espaço. Tem lugar para cinco pessoas. Duas na frente com conforto e duas atrás com espaço ok. Porém, como na maioria dos carros, no meio do banco traseiro só uma criança vai bem acomodada. Porém o porta-malas, do meu ponto de vista, deveria ser mais generoso. Só tem 370 litros de capacidade.

No quesito segurança se sai relativamente bem. Além dos itens obrigatórios, completa com 4 airbags, sendo que o lateral tem dupla função oferecendo segurança para tórax e cabeça; controles de tração, estabilidade e auxiliar de partida em rampa. Esta versão inclui ainda de série alerta com frenagem autônoma de emergência; alerta de mudança de faixa ativo; e farol alto automático. Um pacote bacana, mas um alerta de ponto cego e um controle automático de velocidade de cruzeiro adaptativo, o ACC, seriam bem-vindos.

E como falei antes, o Pulse também estreou um novo motor. É o 1.0 turbo flex de três cilindros, chamado de T200, que é considerado, por enquanto, o mais potente do segmento. Moderno, é equipado com o MultiAir III, sistema eletro-hidráulico de acionamento das válvulas de admissão, e entrega 125 cavalos com gasolina e 130 com etanol, e bons 200 newtons metros de torque com ambos os combustíveis.

Outra estreia no Pulse, foi do câmbio automático tipo CVT. De variação contínua, tem simulação de sete marchas. Com uma calibração bem elaborada, diminuiu bem aquela sensação de escorregamento que eu, particularmente, não gosto. Tem ainda trocas rápidas, principalmente nas reduções. E em parceria com o motor oferece ainda três modos de condução: normal, para maior economia de combustível; manual, com trocas nas aletas ou na alavanca de seleção; e Sport, acionada por meio de um botão vermelho no volante, como nos superesportivos, quando a resposta do motor ao acelerador se torna mais rápida; o câmbio privilegia e mantém por mais tempo as relações mais curtas; e a direção fica mais firme, incrementando o prazer ao dirigir.

Enfim, um conjunto que permite um bom desempenho. Tanto em acelerações como em retomadas:

Desempenho

gasolina   etanol

0 a 100 km/h (s)         9,7         9,4

80 a 120 km/h (s)       7,7         6,9

Vel. máxima (km/h)   187        189

Mas tem um detalhe que não gostei muito. É um ligeiro turbo lag, ou seja, uma demora maior na entrega inicial de torque até as 1.750 rotações por minuto, quando então ele chega ao valor máximo. Detalhe que incomoda especialmente no para e anda do trânsito, pois as arrancadas em baixa velocidade não são progressivas. Agora, no consumo se saiu bem fazendo médias de 9,5 km/l de etanol e 13,3 km/l de gasolina em nosso circuito cidade/estrada padrão. E olha, com um sistema star/stop poderia ficar melhor ainda. Principalmente na cidade.

Os freios, apesar de terem disco só nas rodas da frente, são progressivos e eficientes. A direção elétrica é precisa e a suspensão mostrou-se bem adequada às nossas condições. Absorve bem as irregularidades, é silenciosa mesmo em pisos ruins e consente um rodar confortável. E, apesar da altura do Pulse, ainda se sai bem no quesito estabilidade, permitindo que faça curvas com segurança. Ele só sai um pouco de frente no limite.

Além disso, com boa altura do solo e bons ângulos de entrada e saída (altura livre do solo: l9,6 cm; ângulo de entrada: 20,4º; ângulo de saída: 31,6º) encara numa boa as lombadas e buracos de nossas ruas e estradas. E como o Pulse conta ainda com o Track Control +, sistema eletrônico de bloqueio do diferencial, enfrenta até um fora de estrada, como comprovamos no lançamento em uma pista de testes off-road de uma fábrica de pneus.

Enfim, prós e contras somados e, por enquanto, uma boa relação custo benefício, fazem com que o Pulse, nesta versão, agrade. E juntando o bom desempenho e dirigibilidade, deve se tornar um dos preferidos do segmento. Tchau, até a próxima.

 

Notas do Emilio

Desempenho          9

Consumo               9

Segurança              9

Estabilidade            8

Acabamento           8

Espaço interno       8

Porta-malas            7

Custo/benefício      7

 

Informações técnicas do Fiat Pulse Impetus:

Ficha técnica Pulse Impetus

Lista de equipamentos de série Pulse Impetus

 


Texto e apresentação: Emilio Camanzi

Imagens: Camila Camanzi

Edição: Guilherme Carmo


 

🙋 CONTATO COMERCIAL: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Fique pertinho da gente:

🔸https://www.godsexapplepie.com
🔸https://www.telcotraders.com
🔸https://www.godsexapplepie.com
🔸https://www.telcotraders.com

🚗 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE: https://www.phpfusion-lt.com

👪 PARTICIPE DO NOSSO CLUBE: https://www.hostpublisher.com

📻 Também estamos na Rádio, com o ITATIAIA CARROS: 95,7 FM – 2ª e 6ª às 12h30 – reprise: 3ª e sábados às 05h50

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Postagem Relacionada
sambafoot Mapa do site