window.advanced_ads_ready=function(e,a){a=a||"complete";var d=function(e){return"interactive"===a?"loading"!==e:"complete"===e};d(document.readyState)?e():document.addEventListener("readystatechange",(function(a){d(a.target.readyState)&&e()}),{once:"interactive"===a})},window.advanced_ads_ready_queue=window.advanced_ads_ready_queue||[];

sambafoot

sambafoot - Toyota completa 300 milhões de veículos produzidos

sambafoot - Toyota completa 300 milhões de veículos produzidos

Marca japonesa atinge marco histórico com 300 milhões de unidades feitas em 88 anos. Toyota Corolla lidera produção global

A Toyota Motor Corporation (TMC) atingiu um marco histórico na produção global de veículos: a marca japonesa produziu 300 milhões de carros, incluindo os dados de produção até setembro de 2023. A informação foi revelada nesta segunda (06) e considera toda a produção feita, dentro e fora do Japão, desde agosto de 1935.

Há 88 anos, a marca japonesa iniciou a fabricação do seu primeiro veículo: foi o caminhão Model G1, produzido pela Divisão de Produção Automobilística da Toyoda Automatic Loom Works, Ltd. (mais tarde Toyota Industries Corporation). A Toyoda iniciou sua história nos anos 1920 fabricando teares (loom) automáticos e em 1937 passou a ser uma fabricante de automóveis.

Mais conteúdo:

Os 300 milhões de de veículos produzidos pela Toyota são divididos dessa forma: 180,52 milhões de carros produzidos no Japão e 119,6 milhões produzidos no exterior (até o final de setembro de 2023).

O modelo com maior produção acumulada é o Corolla, com a série Corolla atingindo um total global acumulado de 53,399 milhões de unidades (até o final de setembro de 2023). Lançado em 1966, o Corolla é o carro mais produzido da história.

“Esta história não começou apenas quando eles construíram o primeiro carro. Os fundadores tentaram e falharam repetidamente, construindo protótipos continuamente, e seus esforços levaram à Toyota de hoje. A Toyota enfrentou perigos repetidamente até este ponto. Cada vez, o que nos salvou foram os clientes que amam os carros da Toyota. Acredito que o número de carros conta as histórias de nossos clientes, e os clientes que escolheram os carros da Toyota para serem seus parceiros por meio de suas próprias histórias são o que nos permite continuar fabricando carros até hoje”, declarou Akio Toyoda, chairman da montadora e neto do fundador.

“Nos últimos anos, enfrentamos desastres naturais como o Grande Terremoto do Leste do Japão e eventos imprevisíveis, como incêndios ou a pandemia de COVID-19, além da escassez de chips. Toda vez que enfrentamos o perigo de não conseguir fabricar carros, todos trabalharam juntos para restaurar ou adaptar a produção. No futuro, certamente não esqueceremos todos os que apoiaram nossa fabricação de carros e daremos o nosso melhor para fabricar carros cada vez melhores”, completou Koji Sato, presidente da Toyota.

Lucro e mudança para elétricos

Neste início de novembro de 2023, Toyota revisou sua previsão de lucro operacional em 50% após registrar ganhos trimestrais recordes, graças a um iene mais fraco que está impulsionando a receita gerada pela demanda global por veículos e melhorando as cadeias de suprimentos.

O grupo Toyota vendeu um recorde de 5,6 milhões de veículos no período de abril a setembro, o que o coloca no caminho para atingir sua meta de 11,4 milhões de unidades para o ano fiscal e manter a posição de maior montadora do mundo. Os resultados mostram que a demanda por seus powertrains híbridos e a combustão persiste, mesmo enquanto empresas como a BYD, Tesla e outras lideram a transição para veículos elétricos.

O lucro operacional deve atingir ¥4,5 trilhões no ano fiscal até março, um aumento em relação à previsão anterior de ¥3 trilhões, de acordo com a empresa. No trimestre encerrado em setembro, o lucro foi de um recorde de ¥1,44 trilhão, superando a estimativa média dos analistas de ¥1,1 trilhão.

As vendas líquidas subiram 24% para ¥11,4 trilhões. As ações da Toyota subiram 50% este ano, tornando-se o quinto melhor desempenho em um índice de automobilistas globais, segundo relatório da Bloomberg Intelligence. A Li Auto da China e a Tesla são as duas primeiras, com ambas avançando mais de 60%.

Por outro lado, a Toyota reduziu sua meta de vendas de veículos elétricos (VE) para o ano fiscal atual, passando de 202 mil unidades para 123 mil. Isso se deve sobretudo ao fraco desempenho na China. As vendas de Lexus e Toyota reduziram, uma vez que os compradores tem optado por migrar para carros elétricos, não só na China como outros mercados.

Na China, as vendas dos veículos das marcas Toyota e Lexus estagnaram à medida que os compradores de carros migram para veículos elétricos, uma tendência que também é observada em relação a outras marcas não chinesas no mercado.

A montadora intensificou seus esforços em veículos elétricos, anunciando que investirá mais US$ 8 bilhões em uma fábrica na Carolina do Norte que produzirá baterias para modelos totalmente elétricos e híbridos plug-in. Além disso, a empresa tem feito esforços para acelerar o desenvolvimento de baterias em estado sólido para carros elétricos.

Leia também:
Nissan Sentra 2023 chega por R$ 148 mil
Teste do Hyundai HB20 2023
Motorista com nome sujo pode perder direito de dirigir, decide STF
Caoa Hyundai anuncia 8 novos modelos para o Brasil até 2025
Kia Niro é eleito carro mundial da mulher de 2023

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Thiago Ventura

Thiago Ventura

Com 15 anos de experiência na imprensa e dedicado ao jornalismo automotivo desde 2011, Thiago Ventura tem passagens pelo portal Vrum, Portal Uai, jornal Estado de Minas, TV Alterosa e DomTotal, além de colaborações com o jornal O Tempo, Autos Segredos e rádio Gospa Mira. Em 2016 fundou o Carro Esporte Clube, canal de notícias multiplafatorma com portal e redes sociais. 🙋 PARCERIAS: apartamentos-rosa.com@gmail.com

Deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante pra nós!:

%d blogueiros gostam disto:
sambafoot Mapa do site